logo IMeN

Alimentos Funcionais

Dr. Daniel Magnoni

Os alimentos funcionais, velhos ingredientes da dietoterapia humana esde os mais remotos tempos, adquirem especial importância nos dias atuais.
A industria alimentícia, por meio de valorizações quantitativas e qualitativas da participação percentual dos nutracêuticos nos alimentos comercialmente disponíveis, torna o consumo de alimentos funcionais a grande realidade mercadológica atual.

Segundo Hardy, 2001 podemos definir alimento funcional como:

"Qualquer alimento ou ingrediente que tenha um impacto positivo na saúde individual, performance física ou estado mental em adição ao seu valor nutritivo"

A ANVISA, Agencia de vigilância Sanitária do Brasil, na sua resolução 38 de 30/04/99 define alimento funcional:

"Alimento ou ingrediente que alegar propriedades funcionais ou de saúde pode, além de funções nutricionais básicas, quando se tratar de nutriente, produzir efeitos metabólicos ou fisiológicos a saúde, devendo ser seguro para o consumo sem supervisão médica"

O alimento funcional pode apresentar-se sob 3 formas:

  • Natural
  • Industrializado
  • Adicionado

Na literatura e em revista especializadas já existem inúmeros trabalhos que mostram o impacto econômico do consumo desse tipo de alimento, inclusive com ressalto da magnitude mercadológica do tema

 

Adaptado por Moreira Filho L, 2002

IMeN - Instituto de Metabolismo e Nutrição
Rua Abílio Soares, 233 cj 53 • São Paulo • SP • Fone: (11) 3287-1800 • 3253-2966 • administracao@nutricaoclinica.com.br